estrutura-de-custos

ESCUTE NOSSO PODCAST: CANVAS, COMO DEFINIR A ESTRUTURA DE CUSTOS

Assim como as Fontes de Receitas, a estrutura de custo faz parte do QUANTO CUSTA a nossa empresa ou projeto. Mas para isso ações como a entrega de valor e manter o relacionamento com os clientes, entre outros, têm um custo. Esses custos podem ser calculados de forma relativamente fácil, uma vez definidos todos os outros blocos. Veja a seguir como fazer isso:

Para entender como funciona é importante responder estes questionamentos:

  •  Quais são os custos mais importantes inerentes ao nosso modelo de negócio?
  •  Quais são os recursos e atividades mais custosas do meu projeto?

Obviamente que os custos devem ser minimizados em todas as áreas do modelo de negócio. Mas estruturas de baixo custo são mais importante para alguns modelos de negócios do que para outros.

#Classes de Custo

estrutura-de-custos-Classes

 

Existem duas classes de estruturas empresariais de modelos de custos:

Cost-Driven:
Modelo que minimiza o custo sempre que seja possível, como a criação e manutenção da mais baixa estrutura de custos, usando baixo preço nos seus produtos, máxima automação e uma ampla terceirização. Exemplo: As companhias

Value-Cost:
Nem todas visam o menor custo, algumas empresas focam na criação de valor e qualidade. Comumente encontrado nos negócios que prestam de serviços e personalização nas suas propostas de valores. Por exemplo, os Hotéis de luxo se enquadram nesta categoria.

 

# Tipos de Estrutura dos Custos

 estrutura-de-custos-tipos

 

A estrutura de custos pode ter as seguintes características:

  • Custos fixos

Neste modelo, os custos permanecem nas mesmas condições, apesar do volume de bens ou serviços produzidos.  Os exemplos incluem os salários, aluguéis, e instalações de produção física.

  • Custos variáveis

Ao contrário dos fixos, eles variam de acordo com o volume de bens ou serviços gerados, como exemplo temos a produção de eventos, são caracterizados por uma elevada proporção dos custos variáveis.

  • Economias de escala

Os custos diminuem de acordo com a produtividade e quantidade vendidas. Eles se beneficiam quando vendem quantidade a um preço mais baixo e como consequência traz o aumento de produção.

  • Economias de Escopo

Este modelo é vantajoso pois uma empresa desfruta de um mesmo custo com um maior âmbito das operações. Exemplo: Departamento de marketing ou Canais de Distribuição podem atender a uma amplia diversidade de produtos.

 

#Última dica

estrutura-de-custos-DICA-DE-OURO

Em resumo, neste último bloco a ideia é reunir as informações sobre os custos do seu empreendimento. Apontando os custos fixos e variáveis, bem como identificar quais são as partes mais caras do negócio (a produção, O capital humano, materiais, etc.), bem como grifar os custos mais importantes para o desenvolvimento da empresa.
Conhecendo sua estrutura poderá facilmente identificar como você poderá tirar vantagens e trazer resultados realmente lucrativos para seu modelo de negócio.

Espero que tenham gostado da série, caso queira rever ou, caso ainda não tenham escutado ou lido outros artigos da série, ficam à disposição em nosso blog.

Na semana que vem retornamos com a Série Como vender mais com a sua loja virtual? Dúvidas, é só postar os comentários, redes sociais ou entrar em contato via Whatsapp (11 96865-8103).

Um abraço e ótimas vendas com a sua loja Facileme.***

Não há comentários até o momento