Como vender mais calçados pela Internet?

Vender calçados pela internet requer de alguns cuidados para quem quer se aventurar nesse processo. Sempre é muito importante ter conhecimentos prévios de como esse universo funciona.

VENDA DE CALÇADOS PELA INTERNET NA CATEGORIA MODA E ACESSÓRIOS


EM NÚMERO DE PEDIDOS COM
14,8%

6,4%
VOLUME DE FATURAMENTO

Mas o que é preciso fazer para vender calçados pela internet?
Separamos alguns itens essenciais e dicas para o sucesso do seu negócio, acompanhe:

1 - Busque um modelito de negócios

Bom primeiro você vai definir se vai ser um produtor ou revendedor do produto, em ambos os casos você vai precisar do máximo de informações, por isso a ordem agora até a venda é pesquisar. Outro item é levar em consideração os custos, gastos ou possíveis perdas, sistema de entrega, patrimônio, fluxo de caixa, etc. Pense assim, para vender é preciso ter, então quanto isso vai me custar? Afinal você não vai querer parar mesmo antes de começar, né?

2 - Escolha um segmento e venda para o publico certo

Outro item muito importante é definir para quem e o que vai vender, ou seja, o que e quem ganha com o seu produto. Portanto se for produzir reduza o seu público segmentando, percebendo o que você faz e o que você poderia vender de melhor para as pessoas, em outras palavras: Qual é o valor que o se produto agrega a quem o compra? Falando nisso, não esqueça de definir quem vai comprar. Para isso gere uma persona, que nada mais é que um público fictício que tenha a ver com o seu produto e faça tudo, tudo mesmo direcionado para esse público. Com o tempo e experiência adquiridos você poderá abrir o seu leque de opções e vender para outras pessoas também.

3 - Entenda o seu retorno

Uma das coisas que você deve levar em conta é o seu retorno do investimento, ou seja, se for revendedor ou vende por consignação ou ainda parcelado, se atente aos recebimentos. Estender demais o prazo de pagamento em relação à entrega poderá ser fatal, por isso trace um plano ou ainda peça ajuda aos especialistas do SEBRAE eles estão sempre dispostos a ajudar. Empréstimo, nem! Só se as suas garantias forem muito boas. Também é importante saber que fluxo de caixa (o que entra e o que sai no dia a dia) nada tem a ver com lucro, uma vez que você só poderá considerar seu retorno quando tiver tudo pago, do contrário nada feito! Geralmente o tempo de retorno é de 6 a 12 meses, mas é lógico, sempre há exceções.

4 - Busque variedades... e preço!

Se você está perdido no que vai definir para vender, sugiro que vá atrás de algumas fábricas se for revender, ou pesquise no mercado as preferências em relação ao seu conhecimento, isso no caso de produção própria. A palavra de pessoas mais experientes sempre ajuda. Busque também preço e variedade no que pode revender ou produzir. O visual e o material nestes produtos é essencial. Afinal a pessoa irá ficar em pé no seu sapato, e dor no pé ninguém merece! Por isso capriche na busca que poderá ser por novas ou renomadas marcas, isso dependerá do seu objetivo. Deixe o bom senso imperar.

5 - Como montar seu negócio online

Uma vez definida a sua produção, logística e mão de obra é muito importante você entender que precisa de uma loja virtual. Existem inúmeras no mercado, mas como você está começando leve em consideração ferramentas com um ótimo custoxbenefício, além disso a sua loja virtual que deverá ser simples, bonita e funcional. Consulte o Facíleme Social Commerce, que tem imagens ilimitadas, cadastro de produtos ilimitados, não precisa de host adicional, e nem grandes conhecimentos de programação, além de ser barata e funcionar no Facebook e na web. O visual aqui é superimportante por isso não negligencie a criação de Capas, banners, posts e ajustes das suas fotos. Você poderá optar por contratar algum profissional ou empresa que te auxilie, ou de outra forma, você poderá utilizar ferramentas como o canva ou o fotor, eles podem ser de grande ajuda para quem está começando.

6 - Formas de divulgação e vendas

Caso você comece do zero recomendo montar um perfil no Facebook e fazer alguns vídeos demonstrativos, se você revender produtos e o fabricante tiver para ajudar na divulgação, melhor. Depois dê continuidade com um blog seu (trabalhando o conteúdo e seu SEO) ou de parceiros (troca ou posts patrocinados). As redes sociais ajudam bastante no viral, quando se trata de conteúdo de vídeos, mas é meio injusta com texto e links, por isso, no Facebook principalmente, você DEVERÁ impulsionar a sua página para que muitas pessoas conheçam seu negócio, curtam e virem seus clientes. Crie um grupo no Whatsapp e entregue mais valor do seu produto, dando dicas de como usar, como cuidar do seu produto, ofertas, etc. Use e abuse da criatividade para chamar o seu cliente. Obs.: Fica muito mais fácil de fazer isso quando você tem um estilo de vida. Use esse canal para tirar dúvidas e, lógico, vender mais!

7 - Diferencial e Ofertas

Criar diferenciais é uma sacada magistral, que além de agregar valor ao seu negócio, te ajudam nas vendas. Veja alguns exemplos: Ou ainda mais básico, dar cupom desconto para próxima compra, um desconto surpresa, um brinde por ser o cliente do mês, etc. Use e abuse da sua criatividade. Quem faz diferente sempre ganha, e muito!

8 - Cuidados importantes:

Se algum canal não está funcionando pesquise, pergunte para saber o que está acontecendo, isso vale também para sua loja, no caso de não estar dando o resultado esperado. Tenha tempo para seu negócio, não porque é online você deve negligenciar, muito pelo contrário, você deverá criar o tempo todo conteúdo para atrair as pessoas, além, é claro de dar atendimento de vendas e sanar dúvidas; Seja escalável na divulgação. Se você gasta 10 e vende 100, por que não gastar 20 e vender 200? Busque sempre agregar ao seu produto, pode ser com parcerias com outros negócios ou uma influenciadora que possa dar aquele Up nas vendas. Evite a chamada logística reversa, por isso na hora de enviar o produto, caso você tenha alguma dúvida quanto ao pedido entre em contato com o cliente, assim além de uma venda você poderá fazer duas! Seja gentil e atencioso com o seu cliente, pois é ele quem está comprando e acreditando em você. Se ele acreditou é porque está com a razão, não é?

9 - Dicas para vender roupas na internet

  • Deixe claro a categoria do sapato: Confort, casual, festas, social, sapatilhas, tênis, chinelos, etc
  • Em caso de linha feminina, é sempre interessante colocar o tipo de salto: anabela, fino 8cm, grosso, baixo, etc.
  • Cuide com muito carinho da sua grade de cores e tamanhos disponíveis, principalmente daqueles números mais pedidos.
  • Tome cuidado com a qualidade do calçado que escolhe para não dar problemas e devoluções;
  • Tenha sapatos para o dia a dia, sempre tem alguém comprando e nunca saem de moda;
  • Deixe claro o que está vendendo, especificar bem nunca está demais;
  • Faça fotos com pessoas utilizando o sapato e peça recomendações;
  • As fotos devem ser claras, com boa resolução, de frente e de costas;
  • Invista na divulgação com uma vitrine linda e funcional;
  • Seja ativo nas redes sociais e nunca esqueça de colocar o link dos produtos específicos.
Quer vender calçados na internet? Faça como mais de 70 mil pessoas e comece agora seu negócio. Precisa de ajuda? Fale com a gente e entenda que vender roupas pela internet pode ser o negócio da sua vida!

Cria sua loja