Tudo o que você precisa saber para vender roupas pela internet e ninguém te contou!

O webshoppers/e-bit acusou que no ano de 2017

5.6 %

Volume de PEDIDOS

13.9 %

vendas

Com o advento de novas tecnologias é obvio que o ecommerce também deva crescer, em 2016, segundo o e-bit/webshoppers os pedidos de moda e acessórios voltaram a liderar as vendas do ecommerce brasileiro, representando 13,90% do total de vendas pela internet.

Já no volume financeiro representam 5,6% do mercado. Mas isso não fica somente no Brasil, no quesito crossborder, vendas para o exterior, representaram o terceiro lugar, perdendo apenas para produtos de informática eletrônicos. Isso quer dizer que vestuário representa um dos nichos mais procurados e vendidos na internet.

Se você está pensando em vender roupas na internet porque gosta, quer uma renda extra ou simplesmente quer começar um negócio e achou este bem atraente, chegou ao lugar certo. Separei algumas dicas bem interessante para você que quer fazer disto um negócio da China, mas não sabe como começar. Vamos lá?

1 – Onde eu me encaixo?

 

Para começar você deverá escolher o modelo de negócio, se você será produtor ou revendedor, qual será o tamanho do seu público no mercado e como será sua logística.

Nossa dica é, pesquise sempre antes de definir o modelo escolhido, leve em conta a produção (custos, perdas, mão de obra) para não correr o risco de não ter verbas para produzir ou não conseguir dar conta dos pedidos;

No caso do público entenda que segmentar sempre é a melhor opção, salvo se você já tem um público pré-definido, senão, escolha depois de uma árdua pesquisa, o público com o qual se identifica e por último veja as formas de entrega que possibilitem a viabilidade do seu negócio, lembrando que o frete grátis é uma boa sacada para as vendas, mas entenda que tudo tem um custo e o frete também!

1-Loja-virtual-facíleme-onde-me-encaixo
2-Loja-virtual-facíleme-o-que-o-seu-cliente-ganha-com-isso

2 – O que a pessoa ganha comprando meu produto?


Sempre em todo e qualquer negócio sempre se pergunte o que seu cliente ganha com isso. Estes serão os benefícios de levar, por exemplo, uma camiseta de qualidade, gosto refinado, identificação com objeto ou objetivo, um desejo, um estilo de vida, etc.

Existem milhões de benefícios que você pode explorar. Pense, reflita e logo escreva, nem que isso leve um dia para fazer. Estes serão sua força de venda! Portanto, pense bem.

3 – Entenda seus gastos

 

Saiba que você terá um custo tanto para revender (franquia) quanto para produzir (produção, royalties, etc.), portanto fique atento a todos os detalhes e coloque na ponta do lápis para apurar se é viável ou não.

Leve em consideração os custos e modelo de produção (tecido, estampas, mão de obra), considere também os impostos, por menores que sejam e analise o lucro que quer ou precisa atingir para a viabilidade do negócio.

3-Loja-virtual-facíleme-Entenda-seus-gastos
4-Loja-virtual-facíleme-conheça-as-técnicas-do-que-faz

4 – Conheça as técnicas do que faz

 

Conhecer as técnicas do seu produto poderá ser o grande diferencial para aplicar nas suas estratégias de vendas, quanto para ajudar no orçamento e qualidade do produto a entregar. Muitas empresas preferem manter um preço mais elevado, mas entregar mais qualidade ao cliente. Isso vai depender é claro do seu público também.

Outra coisa muito importante também é NÃO deixar de ver tendências e novas tecnologias. Fique sempre de olho nas feiras e eventos que fazem do ramo do seu negócio, assim você poderá inovar na sua produção.

Testar seu produto (por exemplo o tipo de estampa) antes de vender é essencial assim você evita gastos com a logística reversa (devolução do produto), que sempre fica por conta da empresa.

5 – Ferramentas para te ajudar


Além da produção e logística que é a parte física do seu negócio, você precisará criar o canal de vendas, ou seja, como você fará suas vendas. Então aqui entra a sua loja virtual que deverá ser simples, bonita e funcional.

Como você está começando um negócio, opte por fazer sua loja de maneira rápida, opte pelo Facíleme Social Commerce, que tem imagens ilimitadas, cadastro de produtos ilimitados, não precisa de host adicional, e nem grandes conhecimentos de programação, além de ser barata e funcionar no Facebook e na web.

No caso da criação de Capas, banners, posts e ajustes das suas fotos você poderá optar por contratar algum profissional ou empresa que te auxilie, ou de outra forma, você poderá utilizar ferramentas como o canva ou o fotor, eles podem ser de grande ajuda para quem está começando.

5-Loja-virtual-facíleme-Ferramentas-para-te-ajudar
6-Loja-virtual-facíleme-Formas-de-divulgação-e-vendas

6 – Formas de divulgação e vendas


Você deverá optar sempre pelo caminho mais rápido para trazer retorno ao seu investimento, por isso, comece pelas redes sociais e depois sim, dê continuidade com um blog seu (trabalhando o conteúdo e seu SEO) ou de parceiros (troca ou posts patrocinados).

As redes sociais dependendo como são trabalhadas podem dar aquele up à suas vendas de maneira gratuita e viral. Faça vídeos, podcasts, tire fotos, brinque com a sua criatividade.

Crie um grupo no Whatsapp e entregue mais valor do seu produto, dando dicas de como usar, como cuidar do seu produto, ofertas, etc. Use e abuse da criatividade para chamar o seu cliente.

Obs.: Fica muito mais fácil de fazer isso quando você tem um estilo de vida. Use esse canal para tirar dúvidas e, lógico, vender mais!

7 – Diferencial e Ofertas


Outro item muito importante quanto ao modelo de negócio e vendas é criar diferenciais que podem ser por exemplo:

Vender no formato de box surpresa, o cliente paga uma mensalidade e recebe todo mês um kit na sua casa com x itens por mês, pode ser em primeira mão ou personalizado.

Ou ainda mais básico, dar cupom desconto para próxima compra, um desconto surpresa, um brinde por ser o cliente do mês, etc. Use e abuse da sua criatividade. O negócio é vender!

7-Loja-virtual-facíleme-Diferenciais-e-ofertas
8-Loja-virtual-facíleme-cuidados-importantes

8 – Cuidados importantes:


Não se desespere, tudo tem o seu tempo. Apenas para você saber, o retorno de qualquer negócio é de 6 a 12 meses;

Tenha tempo para seu negócio, não porque é online você deve negligenciar, muito pelo contrário, você deverá criar o tempo todo conteúdo para atrair as pessoas, além é claro de dar atendimento de vendas e sanar dúvidas;

Separe uma verba escalável para divulgar seu produto. Se você gasta 10 e vende 100, por que não gastar 20 e vender 200?

Pesquise na internet quem pode ser seu parceiro, seja para complementar seu produto, como outro tipo de frete ou um kit com canecas personalizas, uma blogueira que poderá gostar do seu produto, etc.

Como dito anteriormente, nada custa reforçar, teste tecidos, tipos de estampas, etc e evite problemas e gastos com devoluções. Nestes casos bom senso e negociação fazem muita diferença.

Ciente sempre tem a razão, mesmo que não, encontre uma maneira gentil de dizer isso e mostrar que a sua loja tem classe e se importa com o consumidor. Deixar um cliente insatisfeito hoje, creia, é dar um tiro no pé.

Quer vender roupas? Faça como mais de 70 mil pessoas e comece agora seu negócio. Precisa de ajuda? Fale com a gente e entenda que vender roupas pela internet pode ser o negócio da sua vida!

9 – Dicas para vender roupas na internet


  • Coloque as medidas relativas a cada tamanho de peça disponível;

  • Cuidado com o tipo de estampa;

  • Coloque todas as opções disponíveis de tamanho e cores;

  • Tenha peças de moda e atemporal;

  • Deixe claro o tipo de tecido;

  • Faça fotos com pessoas utilizando o produto;

  • As fotos devem ser claras, com boa resolução, de frente e de costas;

  • Invista na vitrine;

  • Seja ativo nas redes sociais e nunca esqueça de colocar o link dos produtos específicos.

9-Loja-virtual-facíleme-dicas-para-vender-pela-internet

Experimente vender com a loja virtual do Facíleme